Você está visualizando atualmente Pré-Natal: saiba o que é

Pré-Natal: saiba o que é

A primeira consulta do pré-natal é uma das etapas mais importantes do pré-natal, pois é nesta consulta que será identificada a gravidez e será iniciado o acompanhamento médico adequado para garantir a saúde da mãe e do feto. Nesta consulta, o médico obstetra realizará diversas avaliações e solicitará exames laboratoriais e de imagem para avaliar a saúde da mãe e do feto. Algumas das avaliações que serão realizadas nesta consulta incluem:

  • Identificação da gravidez: O médico irá confirmar a gravidez através de um teste de gravidez e cálculo da data provável do parto baseado na última menstruação da mãe.
  • Avaliação do histórico médico da mãe: O médico irá avaliar o histórico médico da mãe, incluindo doenças pré-existentes, medicações em uso e cirurgias anteriores. Essas informações são importantes para garantir que a mãe receba o acompanhamento adequado e para prevenir possíveis complicações durante a gestação.
  • Exame físico completo: O médico irá realizar um exame físico completo da mãe, que inclui a medição da pressão arterial, peso e altura da mãe, além de examinar os seios, a tireoide, o coração e os pulmões da mãe. Essas avaliações são importantes para identificar possíveis riscos à saúde da mãe e do feto e para planejar o acompanhamento adequado da gestação.
  • Solicitação de exames laboratoriais e de imagem: O médico irá solicitar uma série de exames laboratoriais e de imagem para avaliar a saúde da mãe e do feto. Esses exames podem incluir análises de sangue para avaliar os níveis de glicose, ferro, proteínas, entre outros, além de exames de imagem, como ultrassonografia, para avaliar o desenvolvimento do feto e possíveis complicações. Os exames também podem incluir o teste para doenças sexualmente transmissíveis, como HIV, sífilis, hepatite B e C, que podem ser transmitidas para o bebê durante a gestação ou o parto.

Após a consulta inicial, a mãe deverá realizar consultas regulares com o obstetra para garantir o acompanhamento adequado da gestação e prevenir possíveis complicações. O médico irá orientar a mãe sobre cuidados com a alimentação e atividade física, preparação para o parto e preparação para a maternidade. É importante que a mãe siga todas as orientações médicas e realize todos os exames solicitados para garantir a saúde da mãe e do feto durante toda a gestação.

Consultas regulares durante o pré-natal

As consultas regulares são essenciais durante a gestação, pois permitem que o médico obstetra avalie o desenvolvimento do feto e a saúde da mãe ao longo da gravidez. Durante essas consultas, o médico irá realizar uma série de avaliações e exames para garantir que a gestação esteja progredindo de forma saudável e para prevenir possíveis complicações. Algumas das avaliações e exames que serão realizados durante as consultas regulares incluem:

  • Exames físicos: O médico irá realizar exames físicos em cada consulta para avaliar a saúde da mãe. Isso pode incluir a medição da pressão arterial, peso e altura, além de examinar a barriga da mãe para avaliar o crescimento do feto. O médico também irá ouvir os batimentos cardíacos do feto para avaliar a sua saúde.
  • Exames laboratoriais: Durante as consultas regulares, o médico pode solicitar uma série de exames laboratoriais para avaliar a saúde da mãe e do feto. Isso pode incluir exames de sangue para avaliar os níveis de glicose, ferro e proteínas, além de exames de urina para detectar possíveis infecções.
  • Exames de imagem: O médico também pode solicitar exames de imagem, como a ultrassonografia, para avaliar o desenvolvimento do feto e prevenir possíveis complicações. Os exames de imagem podem ajudar o médico a detectar possíveis anomalias no feto ou a identificar a necessidade de intervenções médicas, como uma cesariana.
  • Orientações sobre cuidados com a alimentação e atividade física: Durante as consultas regulares, o médico também irá orientar a mãe sobre cuidados com a alimentação e atividade física adequados para cada estágio da gestação. É importante que a mãe siga as orientações médicas para garantir a saúde do feto e prevenir possíveis complicações.
  • Preparação para o parto: Durante as consultas regulares, o médico irá discutir com a mãe as opções de parto e as possíveis intervenções médicas que podem ser necessárias durante o trabalho de parto e o parto em si. A mãe também pode receber orientações sobre exercícios e técnicas de respiração para auxiliar no trabalho de parto e alívio da dor.

É importante que a mãe realize todas as consultas regulares com o médico obstetra e siga todas as orientações médicas para garantir a saúde da mãe e do feto durante toda a gestação. Em caso de dúvidas ou sintomas incomuns, a mãe deve entrar em contato com o médico imediatamente.

Cuidados com a alimentação e atividade física:

Além das consultas regulares com o médico obstetra, os cuidados pré-natais em casa também são importantes para garantir uma gestação saudável. Algumas das principais práticas que a mãe pode adotar em casa incluem:

  • Alimentação saudável: A mãe deve manter uma alimentação saudável e equilibrada durante toda a gestação. Isso inclui consumir alimentos ricos em nutrientes essenciais, como proteínas, ferro, ácido fólico, cálcio e vitaminas do complexo B. A mãe também deve evitar alimentos que possam apresentar riscos à gestação, como alimentos crus ou mal cozidos, bebidas alcoólicas e alimentos com alto teor de açúcar ou gordura.
  • Higiene pessoal: A mãe deve manter uma boa higiene pessoal durante toda a gestação para prevenir infecções e complicações. Isso inclui lavar as mãos regularmente, especialmente antes das refeições e após usar o banheiro, além de tomar banhos diários e trocar de roupas íntimas e de cama regularmente.
  • Atividade física: A atividade física é importante durante a gestação, pois ajuda a manter a saúde da mãe e a prepará-la para o trabalho de parto. No entanto, a mãe deve consultar o médico antes de iniciar qualquer atividade física e seguir as orientações médicas. As atividades mais recomendadas durante a gestação incluem caminhadas, natação e yoga.
  • Descanso adequado: A mãe deve garantir um bom descanso durante toda a gestação, especialmente no terceiro trimestre. É recomendado que a mãe durma de 7 a 8 horas por noite e faça pequenas pausas durante o dia, se possível.
  • Evitar o estresse: O estresse pode apresentar riscos à gestação, por isso é importante que a mãe evite situações estressantes e adote práticas de relaxamento, como meditação e respiração profunda.
  • Abstinência de tabaco, álcool e drogas: O tabaco, álcool e drogas apresentam riscos à gestação, podendo afetar o desenvolvimento do feto e apresentar complicações na gravidez. Portanto, é importante que a mãe evite o uso dessas substâncias durante toda a gestação.

Ao adotar essas práticas de cuidados pré-natais em casa, a mãe pode contribuir para uma gestação saudável e reduzir os riscos de complicações durante a gestação e o parto. Além disso, é importante que a mãe informe o médico obstetra sobre qualquer sintoma incomum ou mudança na sua saúde para que possa ser avaliado e tratado, se necessário.

Preparação para o parto

A preparação para o parto é importante para que a mãe se sinta confiante e preparada para o momento do nascimento do bebê. Algumas das principais formas de preparação para o parto incluem:

  • Curso de preparação para o parto: Esses cursos são oferecidos por muitas maternidades e hospitais e podem ajudar a mãe a entender melhor o processo do parto, a aliviar a dor e a controlar a ansiedade. Os cursos geralmente incluem informações sobre as diferentes fases do parto, técnicas de respiração e relaxamento, exercícios para fortalecer os músculos pélvicos, entre outros temas.
  • Massagem perineal: A massagem perineal pode ajudar a preparar os músculos do períneo para o parto e reduzir o risco de lacerações durante o parto. A massagem deve ser feita a partir da 34ª semana de gestação, com óleo ou creme, e a mãe pode fazer a massagem sozinha ou com a ajuda do parceiro.
  • Exercícios para fortalecer o assoalho pélvico: Os músculos pélvicos são importantes para o trabalho de parto e o parto em si. Por isso, a mãe pode realizar exercícios para fortalecer esses músculos, como os exercícios de Kegel. Esses exercícios podem ajudar a evitar incontinência urinária após o parto e facilitar o processo de recuperação pós-parto.
  • Preparação emocional: A preparação emocional é fundamental para que a mãe se sinta confiante e tranquila durante o trabalho de parto. A mãe pode buscar informações sobre o parto, conversar com outras mães, participar de grupos de apoio e adotar práticas de relaxamento, como meditação e respiração profunda.
  • Preparação da mala da maternidade: A mãe deve preparar uma mala com os itens necessários para o momento do parto e os primeiros dias do bebê na maternidade. Esses itens podem incluir roupas confortáveis, absorventes, fraldas descartáveis ou de pano, produtos de higiene pessoal, entre outros.

Ao adotar essas práticas de preparação para o parto, a mãe pode se sentir mais confiante e preparada para o momento do nascimento do bebê.

Preparação para a maternidade:

A preparação para a maternidade é importante para que a mãe se sinta confiante e preparada para cuidar do bebê nos primeiros dias após o parto. Algumas das principais formas de preparação para a maternidade incluem:

  • Curso de gestantes: Esses cursos são oferecidos por muitas maternidades e hospitais e podem ajudar a mãe a entender melhor as necessidades do bebê, a amamentação, cuidados com a higiene, entre outros temas. Os cursos geralmente incluem informações sobre o desenvolvimento do bebê, como lidar com as mudanças emocionais da maternidade, técnicas de amamentação, banho, troca de fraldas, entre outros.
  • Leitura e estudo sobre a maternidade: A mãe pode buscar informações sobre a maternidade em livros, sites e fóruns de discussão online. Isso pode ajudá-la a entender melhor o que esperar nos primeiros dias com o bebê, como lidar com as mudanças emocionais e como cuidar do bebê.
  • Conversa com outras mães: A mãe pode conversar com outras mães sobre suas experiências na maternidade e aprender com suas histórias e desafios. Grupos de apoio para mães também podem ser uma boa opção para troca de informações e experiências.

Preparação emocional:

A preparação emocional é fundamental para que a mãe se sinta confiante e tranquila nos primeiros dias com o bebê. A mãe pode adotar práticas de relaxamento, como meditação e respiração profunda, e conversar com o parceiro, familiares e amigos sobre suas expectativas e medos em relação à maternidade.

  • Preparação do ambiente: A mãe pode preparar o ambiente para a chegada do bebê, organizando o quarto, comprando os itens necessários para o cuidado do bebê e pensando em estratégias para facilitar o dia a dia, como congelar refeições para ter uma alimentação saudável nos primeiros dias após o parto.
  • Cuidados com a saúde: A mãe deve cuidar da sua saúde durante a gestação e após o parto, seguindo as orientações médicas em relação à alimentação, atividade física e repouso. A mãe também deve fazer os exames de rotina e as consultas com o obstetra e o pediatra.

Ao adotar essas práticas de preparação para a maternidade, a mãe pode se sentir mais confiante e preparada para cuidar do bebê nos primeiros dias após o parto, reduzindo os riscos de estresse e ansiedade e garantindo um início mais tranquilo e seguro para a vida da família.

Dra. Tania Gewehr

Médica, Ginecologista e Obstetra, com consultório na região do Morumbi, em São Paulo. É especialista em gestação de alto risco e também cuida da saúde ginecológica da mulher em todas as fases de sua vida, inclusive adolescentes. Realiza pré-natal, parto e pós-parto completos, realizando exames de ultrassom obstétricos no próprio consultório. Orienta mulheres na contracepção adequada, seja utilizando Diu ou implante hormonal.