Qual o procedimento para colocar o DIU? Colocar o DIU dói?

Compartilhe!

Um dos métodos contraceptivos mais seguros do mercado — estudos indicam que seu índice de falha é de 0,2 a 0,8%, contra 9% da pílula —, o DIU ainda enfrenta resistência por parte de muitas brasileiras devido aos mitos que cercam o assunto.

Afinal de contas, qual o procedimento para colocar o DIU? Colocar o DIU dói? Para sanar estas e outras dúvidas comuns entre as mulheres que estão pensando em aderir ao método, elaboramos esse post. Acompanhe a leitura e saiba mais!

Quais são os principais benefícios do DIU?

Uma das maiores vantagens dos dois tipos de DIU — o de cobre e o hormonal —, é que você fica “livre” por um período longo, de 5 a 10 anos, da necessidade de se preocupar com métodos contraceptivos, o que faz dele uma das opções mais práticas disponíveis no mercado.

Além disso, o DIU lhe protege de uma eventual falha de uso, por exemplo, quando você esquece de tomar a pílula anticoncepcional ou faz uso dela simultaneamente com algum remédio que diminua sua eficácia.

Se a sua opção for pelo DIU hormonal, poderá haver ainda uma diminuição significativa ou até mesmo a interrupção do fluxo menstrual, o que é ideal para mulheres que sofrem com cólicas menstruais e outros efeitos da tensão pré-mesntrual (TPM).

Qual o procedimento para colocar o DIU?

O primeiro passo é buscar um ginecologista de sua confiança. Durante a consulta, o profissional fará uma avaliação do seu histórico médico e solicitará exames para descartar uma gravidez e detectar a presença de eventuais doenças que contraindiquem a inserção do DIU.

Se estiver bem, o procedimento para inserir o DIU é iniciado. A colocação do dispositivo é rápida e pode ser realizada em um consultório. Em primeiro lugar, o ginecologista realiza uma limpeza do colo do útero para afastar qualquer risco de infecção.

Na sequência, o médico faz uma avaliação da cavidade uterina e, com a ajuda de um espéculo, abre o canal vaginal para posicionar o DIU, que vem acompanhado de um aplicador, no fundo do útero.

Colocar o DIU dói?

Não, já que o procedimento pode ser realizado com anestesia local, o que minimizaria qualquer possível dor ou desconforto.

No dia seguinte à aplicação, é possível que você sinta algumas cólicas, mas isso também não é uma regra, já que muitas mulheres não sentem nenhum tipo de incômodo. Depois disso, você não deve sentir a presença do DIU no organismo. Se isso acontecer, é importante relatar ao ginecologista que realizou o procedimento.

É importante lembrar também que o DIU não causará nenhum tipo de incômodo durante as relações sexuais, uma vez que o dispositivo fica alojado na cavidade uterina.

E se eu mudar de ideia antes do fim do prazo de validade do DIU?

Como trata-se de um método contraceptivo de longa duração, existe a possibilidade de que você queira retirá-lo antes do fim do prazo de validade por ter decidido engravidar, por exemplo. Se esse for o seu receio, não se preocupe!

No entanto, o DIU pode ser retirado a qualquer momento sem causar nenhum tipo de prejuízo à sua fertilidade.

Durante o procedimento, que também é rápido e pode ser realizado em consultório, o ginecologista tracionará o dispositivo por meio dos fios que ficam localizados no colo do útero e retirará o contraceptivo pelo canal vaginal.  Não tentem fazer isso sozinhas! Parece simples, mas requer técnica e materiais específicos.

Agora que você já sabe qual o procedimento para colocar o DIU, não tem nada que se preocupar. Mas, se você ainda ficou com alguma dúvida sobre o assunto, marque uma consulta agora mesmo!


Compartilhe!