Saiba quais exercícios físicos que uma grávida pode fazer

Compartilhe!

Praticar atividade física regularmente não tem a ver só com questões estéticas, mas também com saúde! A lista de benefícios é imensa: exercitar-se fortalece os músculos, ajuda a reduzir dores e desconfortos comuns nessa fase e ainda melhora o humor, a qualidade do sono e a autoestima.

Para inspirar você, elaboramos um post com os melhores exercícios físicos que uma grávida pode fazer para ajudar você a aumentar a disposição e a qualidade de vida e, de quebra, proporcionar uma recuperação pós-parto muito mais tranquila. Acompanhe!

Afinal, quais os exercícios físicos que uma grávida pode fazer?

De maneira geral, os exercícios que uma grávida pode fazer têm que ser leves ou moderados. E não só são permitidos como incentivados durante a gestação. No entanto, a resposta a essa pergunta deve ser dada pela sua obstetra.

Por conhecer seu histórico médico, ela é a profissional ideal para liberar — ou proibir, se for o caso — a prática de atividades físicas durante a gestação. Por isso, não se esqueça de seguir atentamente as orientações prescritas por ela e relatar imediatamente qualquer dor ou incômodo que você tenha sentido durante os exercícios.

Quais são os melhores exercícios físicos que uma grávida pode fazer?

Seja por serem relaxantes, trazerem alívios para dores ou apresentarem baixo impacto para as articulações, algumas atividades físicas são perfeitas para grávidas. Saiba quais são elas:

Hidroginástica

Trata-se de um dos melhores exercícios físicos que uma grávida pode fazer, até mesmo para aquelas que eram sedentárias até o início da gestação. A atividade pode ajudar a aliviar dores nas costas, pernas e pés e, como na água o peso da barriga não é tão incômodo, o risco de lesões é menor.

Além disso, estar dentro da piscina ajuda a reduzir a retenção de líquidos, a melhorar a circulação e, sobretudo, a relaxar. Evite apenas locais onde a temperatura da água seja muito alta.

Ioga

A prática traz uma série de benefícios para as futuras mamães. Além de ser uma excelente maneira de alongar e fortalecer os músculos, a atividade ajuda a reduzir dores, especialmente nas costas, melhora a flexibilidade e aumenta o equilíbrio, que fica prejudicado na medida em que a barriga vai crescendo.

Outro ponto a favor da ioga é que trata-se de uma prática relaxante e que pode ser realizada por mulheres com todos os níveis de condicionamento físico — muitas academias oferecem, inclusive, classes exclusivas para gestantes.

Alongamento

Perfeitas para quem era sedentária antes da gestação, as aulas de alongamento ajudam a aumentar a flexibilidade, diminuir dores e desconfortos e relaxar.

Por ser de baixo impacto, a atividade pode ser realizada com bastante frequência e até o final da gestação. O ideal é começar com exercícios físicos que uma grávida pode fazer de maneira mais simples, e ir aumentando a dificuldade na medida em que for desenvolvendo maior elasticidade.

Caminhada

Se você está sem tempo para frequentar a academia, uma ótima ideia pode ser investir em sessões de caminhada. A atividade melhora o condicionamento cardiovascular sem oferecer grandes riscos de lesões nas articulações, tonifica os músculos e pode ser realizada praticamente em qualquer lugar.

Além disso, caminhar ajuda a relaxar e pode ser uma ótima maneira de reunir as amigas e colocar a conversa em dia. Escolha roupas leves e confortáveis, um tênis com bom amortecimento e divirta-se!

Existem atividades físicas que não são recomendadas durante a gestação?

Embora se exercitar durante a gestação seja excelente para sua saúde, alguns tipos de atividades físicas não são recomendados nessa fase da vida. Evite, por exemplo, esportes de contato, como basquete e futebol, uma vez que além do risco de chocar-se contra outra jogadora ou cair, a bola pode bater com força na sua barriga.

Também é uma boa ideia fazer uma pausa nas corridas intensas e nas partidas de tênis e vôlei, já que a chance de se desequilibrar e cair durante essas atividades é grande. Pelo mesmo motivo, evite passeios de bicicleta ao ar livre, especialmente após o segundo trimestre da gestação, quando o centro de gravidade do corpo muda e o equilíbrio é prejudicado.

Em contrapartida, mulheres que são fãs do esporte podem trocar as ruas por aulas de bike indoor, onde não há riscos de quedas. No entanto, é importante praticar a atividade com moderação, para não aumentar excessivamente a frequência cardíaca.

Não se esqueça da alimentação!

Se não houver qualquer recomendação médica em contrário, os exercícios físicos na gestação são uma ótima ideia. No entanto, para poder colher os frutos desse estilo de vida saudável é muito importante que você cuide da sua alimentação.

Por isso, nada de exageros! Evite açúcares, frituras e farinha branca em excesso e priorize uma dieta equilibrada, composta de carnes magras, carboidratos complexos, frutas, verduras e legumes.

Procure ainda diminuir o consumo de produtos industrializados repletos de conservantes, aromatizantes e principalmente sódio que, em excesso, pode elevar sua pressão arterial e trazer complicações durante a gestação.

Como você pode perceber, os exercícios físicos que uma grávida pode fazer na gestação podem trazer uma série de benefícios para sua saúde. No entanto, antes de começar, converse com uma obstetra de sua confiança para que ela indique quais são as atividades mais recomendadas para você!

Gostou de saber mais sobre a importância dos exercícios físicos que uma grávida pode fazer? Se você quer esclarecer mais dúvidas sobre o assunto, marque uma consulta agora mesmo!


Compartilhe!