Exames preventivos da mulher que devem ser feitos anualmente

Compartilhe!

Entregar aquele relatório urgente, levar o carro na revisão, fazer o trabalho da pós-graduação… Não é incomum que na tentativa de encaixar todos os seus afazeres nas 24 horas do dia, você deixe os exames preventivos da mulher em segundo plano.

No entanto, não deveria. Para você ter uma ideia, de acordo com dados do Hospital de Câncer de Barretos, referência em tratamento oncológico no Brasil, 70% das mortes por câncer de colo de útero em população de risco poderiam ser evitadas apenas com a realização periódica do Papanicolau.

Por isso, é essencial que você não deixe para depois as consultas periódicas com um ginecologista de sua confiança, para que ele possa solicitar a realização de exames de rotina que ajudam a prevenir e diagnosticar precocemente problemas graves de saúde, como o câncer de mama, do ovário e do endométrio.

Saiba agora quais são os principais exames preventivos da mulher que devem ser feitos anualmente e que você não deve esquecer de agendar os seus!

Os principais exames preventivos da mulher:

1. Papanicolau

Também conhecido como exame preventivo, o Papanicolau é uma maneira prática e eficaz de detectar doenças que vão de um simples corrimento ou fungo ao câncer do colo do útero. O ideal é que a mulher comece a realizar o procedimento um ano após o início da atividade sexual e o mantenha em sua agenda de exames se houver indicação do ginecologista.

2. Ultrassom transvaginal

O exame é usado para avaliar ovários, útero e trompas e detectar uma série de problemas ginecológicos, como miomas, endometriose, pólipos e cistos. Por meio do procedimento, também é possível identificar a presença de câncer de endométrio e ovário. Em geral, deve ser realizado após o início da atividade sexual.

3. Mamografia

Principal maneira de detectar a presença do câncer de mama, o procedimento também permite verificar a existência de nódulos mamários, ainda que eles não sejam perceptíveis ao toque. O primeiro exame deve ser realizado entre os 35 a 40 anos ou antes, caso a mulher tenha histórico familiar da doença.

4. Ultrassom das mamas

Esse exame preventivo é utilizado para analisar o tecido mamário e verificar a presença de cistos, nódulos e tumores nas mamas. Em geral, é realizado anualmente ou até mesmo semestralmente, se o ginecologista achar necessário um acompanhamento mais constante.

5. Colposcopia, pesquisa de HPV e vulvoscopia

Trata-se de um exame preventivo realizado de maneira complementar ao Papanicolau. Por meio da visualização ampliada do órgão genital, o ginecologista pode identificar infecções provocadas pelo HPV e por doenças sexualmente transmissíveis. Deve ser realizado anualmente, após o início da atividade sexual até por volta dos 40 anos.

6. Densitometria óssea

Como o próprio nome diz, trata-se de um exame preventivo que visa medir a densidade dos ossos e identificar alguma eventual perda de massa óssea, que pode causar doenças como a osteoporose. Como o problema é mais comum em mulheres mais velhas, o exame deve ser realizado anualmente desde a chegada da menopausa.

Para a realização dos exames preventivos da mulher, é importante buscar um ginecologista de sua confiança e que seja bastante experiente. Ele é o profissional indicado para cuidar da saúde da mulher e, caso note alguma alteração, poderá realizar o diagnóstico correto e sugerir o melhor tratamento para cada caso.

Gostou de saber mais sobre a importância dos exames preventivos da mulher para a saúde? Então não se esqueça de compartilhar esse post em suas redes sociais para alertar suas amigas sobre a importância deles! E se sua saúde pedir, marque uma consulta!


Compartilhe!